Foi publicado no site do Consulado Geral de Angola de São Paulo um artigo de minha autoria. Vamos desfazer o que os colonialistas fizeram, vamos descolonizar nossas mentes e nos libertar da falsa educação eurocêntrica!
“Basta pensar que essa raça de homens negros, hoje nossos escravos e objeto de nosso desprezo, é a mesma raça à qual devemos nossas artes, ciências e até mesmo o uso do discurso! Imaginem que estamos no meio de pessoas que se dizem os maiores amigos da liberdade e da humanidade e que aprovaram a escravidão mais bárbara e questionando se os homens negros têm o mesmo tipo de inteligência que os brancos”
.
Constantine de Volney (1757-1820), no livro The Ruins or, Meditation on the Revolutions of Empires: And The Law of Nature (As Ruínas ou, Meditação sobre as Revoluções dos Impérios: E a Lei da Natureza – sem edição em português)




Postar um comentário

Postagens mais visitadas